Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2016

16.3 - Freewheel - Mais uma volta

Imagem
Todos os anos, mais ou menos por esta altura do ano, esta musica faz anos. É daquelas músicas cuja sonoridade nos faz viajar nos tempo devido àquilo que representa. Faz também pensar no tempo que passa, mergulhar na comparação, quase obrigatória, entre o antes e o depois, entre o antes e o agora.


16.2 - Mundo Abstracto

Imagem
Não sei se será superstição ou não, se é algo em que se deva acreditar, mas será que pensar em algo negativo atrai realmente esse algo negativo que nos incomoda? É talvez como acreditar que a inveja dos outros (algo que tambem não vemos mas que transparece nos actos e atitudes dos outros) pode trazer-nos azar.


Dou por mim a pensar e a recear esse tipo de pensamentos (negativos) e devido a isso, tento então, de alguma forma, não dar crédito ao pensar que um dia possas abrir a porta de um mundo abstracto onde nós não conseguiremos estar verdadeiramente contigo, um mundo incógnito, de maravilhas inversas, fechado a mais de sete chaves. Peço, muitas vezes sem saber bem a quem, que isso não aconteça e que esse mundo, essa realidade em que vivemos, apesar de muitas vezes cruel e injusta, seja também o teu mundo e a tua realidade, pois será sinal de que juntos, partilharemos, as nossas vidas.

16.1 - Bloqueio/Falha de sistema

Imagem
É fazerem-nos uma pergunta e ouvirmos, em simultâneo, o silêncio da nossa resposta e as engrenagens do nosso cérebro a processarem a questão, a tentarem fabricar uma possível resposta. Uma resposta que pode de alguma forma ser crucial ou não, tudo depende do ponto de vista, tudo depende da sua interpretação. Nos últimos tempos, ou desde há algum tempo para cá que essa espécie de anomalia de sistema por vezes me incomoda e isto porque, muitas vezes, quando nos fazem perguntas é nesse momento que temos uma oportunidade de manifestar a nossa opinião, o nosso parecer acerca de algum assunto e não aproveitarmos essas oportunidades pode ser algo mau a médio-longo prazo. Dizem que quem cala, consente, e às vezes parece que é assim mesmo, embora na realidade o silêncio seja muitas vezes a demonstração de uma falta de interesse, a demonstração de indiferença perante possíveis assuntos ou situações. Por mais que se queira é impossível querermos e podermos ficar no nosso canto sempre que desejam…