Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2008

"Sem paciência para o Natal..."

Era isso que dizia algures num blog:"...sem paciência para o Natal"

Muitos de nós estão sem paciência para o Natal e creio que isso acontece porque aquilo que nos rodeia não é um mundo onde o Natal é uma maravilha, um conto de fadas, uma história sempre feliz, mas antes um culminar de factores que levam a um estado de espírito que custa a deixar lugar para o natalício. É preciso empurrar uns caixotes para conseguir fazer algum espaço, deixar um cantinho livre.
No entanto não sei o que é que é pior, se é deixar esta época do ano passar despercebida e sem lhe dar qualquer valor ou atenção, ignorando os seus princípios mais básicos como é o caso de se estar em família e partilhar algo com os outros, ou se é viver a farsa em que tudo está bem e os problemas ficam no lado de fora de casa ou debaixo do tapete, e nem mesmo o que nos chega através das notícias da rádio, da TV, ou outra fonte, são suficientes para dissuadir o nosso contentamento por ser Natal e retirar a máscara de Pa…

Feliz Natal

Imagem
Sem divagações nem fragmentos, desejo a todos os que lerem essas palavras
Santo e Feliz Natal Obrigado pelos segundos, minutos ou horas dispensados nos meus fragmentos.

Fábrica de diálogos

Imagem
Tenho uma fábrica de diálogos onde se trabalha muito mas produz-se pouco. São inúmeros os projectos de diálogos que são desenvolvidos diariamente, mas que, felizmente ou infelizmente, nunca vêem a luz do dia. Entre esses projectos encontram-se vários tipos de diálogos e até mesmo diálogos transformados em monólogos devido às circunstâncias e variáveis envolvidas no seu processo de fabrico. Diálogos utópicos, diálogos de reconciliação, diálogos de consentimento, diálogos de amizade, diálogos de revolta, diálogos de incompreensão, etc, etc. O que é certo é que a matéria prima para a produção desses diálogos, muitas vezes apresentada em forma de sentimentos, nem sempre provém das melhores fontes de energia, sobretudo quando surgem de situações paradoxas como por exemplo a falta de diálogo. A falta de diálogo gera uma enorme quantidade de matéria-prima que será utilizada para a projecção de novos diálogos. Creio (para não dizer que sei e que tenho a certeza) que o problema da fábrica é a …

Stabs

Imagem
It might be a tough Word, but yet the one that I found, to describe what is known as the feeling of seeing pieces of someone leaving on a speed train that goes on a supposedly one way track. What is worse is that perhaps that track will never turn around and deliver the pieces that went away on the train. The person who loses those pieces will never be seen as the same one because we never know what went along on that train and what didn’t. All we have to do is to learn how to be a friend of that new version of someone and most of the times try to ignore it and act as that train has never passed by our stations.
Because we live on a world full of expectations, believes and theories we need to knowledge that there might be someone expecting to hear words from us that might be lost in our mouth, expecting to get something from us that we don’t even know that we have for us or to give, expecting to always see a smile on our face like we should have a smiley face like Joker when in realit…

"A Sombra do Vento" e "O jogo do Anjo"

Imagem
Provavelmente já ouviram falar de qualquer um desses dois livros de Carlos RuizZafon, tendo em conta o sucesso que andam a ter. No entanto li "A Sombra do Vento" por ter achado a sinopse do livro interessante e também por ter lido alguns comentários favoráveis ao livro. Não me arrependi de ter seguido o conselho de quem recomendava o livro, antes pelo contrário, e quando acabei de ler "A Sombra do Vento" ficou aquela sensação de querer mais, como se tivesse acabado de ver um filme e quisesse muito que houvesse já uma sequela agendada. Ora, isso não aconteceu, mas depois li a notícia que o escritor havia lançado o livro "O Jogo do Anjo" em Espanha em meados deste ano e foi uma noticia que me agradou bastante, apesar de, naquela altura, não ter conseguido saber nada acerca de uma possível tradução do livro para Português. Felizmente uns meses depois eis que surge nas páginas principais de alguns sites relacionados com a venda de livros a informação de que o…

Silêncio envenenado

Estou aqui a escrever, mas é como se não encontrasse as teclas do meu teclado e sem saber para onde elas foram, apenas sei que levaram as palavras consigo. Talvez estivessem cansadas de estar fechadas entre quatro ou mais paredes e tivessem decidido aproveitar a boleia do vento que de vez em quando dá uma ar da sua graça no lado de fora da janela. Mas espero que voltem...

Nem sempre são apenas as palavras que fogem da frente dos dedos porque por vezes parece que também fogem as que estão dentro de nós. Quando não fogem, ficam presas num labirinto sem saída, sendo isso o equivalente a não conseguir pegar nessas mesmas palavras e encaminhá-las para alguém. Ficam apenas às voltas e em cada tentativa de encontrar a saída desse labirinto destroem qualquer rasto de silêncio que possam encontrar, deixando o sossego preso por pontas soltas prestes a rebentarem e a caírem no chão libertando ecos de inquietude.

As palavras fazem parte de nós, e nós por natureza somos seres complicados, logo, é p…

Beautiful mess

"how can you stay outside?
There's a beautiful mess
beautiful mess inside
...
i guess i have to, have to give it birth
there's a beautiful mess inside and it's everywhere
...
so shake it yourself now deep inside
deeper than you ever dared"
excerto da música "Far Far" de Yael Naim
Possivelmente esses seriam aqueles momentos recheados de melancolia, da qual se quer fugir e ao mesmo tempo parece que estamos envoltos no calor de um cobertor cujo prazer não nos dá azo a querer fazer o que quer que seja, limitando-nos a viver a contradição do sofrimento que gera prazer. O mesmo prazer que é gerado pela solidão que usa mil e uma máscaras e que momentos depois, curtos ou longos, se derrete em rios de tristeza que correm perdidos sem saber onde desaguar, levando consigo todas as cores para dentro de um poço que se afoga em águas cinzentas. Yael Naim - "So Lonely"

Inconstante

Imagem
"Não sejas inconstante, não mudes de intento a cada passo, fixa-te num objectivo e persegue-o até ao fim."
by Robert Reinick Prós (da frase)... Ser constantemente inconstante geralmente leva-nos a becos sem saída ou então nem nos leva a beco nenhum porque nem lá conseguimos chegar porque antes de isso acontecer já havíamos mudado de direcção; Querer ter tudo e fazer tudo ao mesmo tempo costuma ser sinónimo de não conseguir ter, acabar ou completar nada e se isso não acontecer, provavelmente o que ficou feito não ficou tão bom poderia ter ficado ou como gostaríamos que ficasse; A falta de objectivos cumpridos leva à desmotivação e à sensação de estar perdido no meio das coisas e dos outros
Contras (da frase)... (na perspectiva de ser favorável ter vários objectivos, não apenas um, e não na perspectiva de mudar de objectivo e automaticamente abandonar o anterior, o "mudar de intento a cada passo") Ter apenas um objectivo pode não ser seguro ou aconselhável para o caso de n…