18.4 - Mistery of Love - Sufjan Stevens



“In my place, most parents would hope the whole thing goes away, or pray that their sons land on their feet soon enough,” Mr. Perlman says. “But I am not such a parent. In your place, if there is pain, nurse it, and if there is a flame, don’t snuff it out, don’t be brutal with it. Withdrawal can be a terrible thing when it keeps us awake at night, and watching others forget us sooner than we’d want to be forgotten is no better. We rip out so much of ourselves to be cured of things faster than we should that we go bankrupt by the age of 30 and have less to offer each time we start with someone new. But to feel nothing so as not to feel anything—what a waste!”

Comentários

  1. Olá :-)

    Não me esqueci de responder aos teus atentos comentários. Fi-lo hoje. E com muito gosto!

    Adoro este cantor/compositor Sufjan Stevens. Suponho que é o tema do filme, 'Chama-me pelo meu nome', o vídeo que aqui estive a ouvir? Vou continuar a descobri-lo. Já ouvi um tema solo piano lindíssimo!

    Espero que estejas bem :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu estou bem, obrigado!
      Sim, a música deste post faz parte da banda sonora do filme indicado... embora a música fique inevitavelmente associada ao filme (por corresponder muito bem ao mesmo) é uma música que por si só tem a sua força, ou seja, mesmo que fosse associada a outra história, continuava a ser uma excelente música!

      Também aprecio as músicas de Sufjan Stevens!

      Eliminar
    2. Sim. há músicas que aparecem ligadas a um determinado filme, mas ganham vida própria. Isso é o que distingue a boa música/autor da música/autor que passa ou se esquece mais facilmente!

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

José Luis Peixoto - Cal

16.16 - Portugal - Campeão Europeu 2016

17.9 - Crónica do Pássaro de Corda - Haruki Murakami