16.13 - Cidade Sem Alma (2º Livro do Lar da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares)

Para quem não conhece o 1º Livro, este chama-se "O Lar da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares" e conta a história peculiar (ou parte desta) de Jacob Portaman. A sinopse do 1º livro é a seguinte:


Uma ilha misteriosa. Uma casa abandonada. Uma estranha coleção de fotografias peculiares. Uma terrível tragédia familiar leva Jacob, um jovem de dezasseis anos, a uma ilha remota na costa do País de Gales, onde encontra as ruínas do lar para crianças peculiares, criado pela senhora Peregrine. Ao explorar os quartos e corredores abandonados, apercebe-se de que as crianças do lar eram mais do que apenas peculiares; podiam também ser perigosas. É possível que tivessem sido mantidas enclausuradas numa ilha quase deserta por um bom motivo. E, por incrível que pareça, podem ainda estar vivas… Um romance arrepiante, ilustrado com fantasmagóricas fotografias vintage, que fará as delícias de adultos, jovens e todos aqueles que apreciam o suspense.




É um tipo de livros que à partida estão mais direccionados para um público mais jovem, talvez adolescentes, no entanto, e embora sentisse que por vezes estava a ler um livro inadequado para a minha idade, sobretudo neste segundo livro, não foi por isso que deixei de gostar da sua leitura. Posso dizer que esperava uma pouco mais deste segundo livro no sentido de haver mais desenvolvimentos na história dos peculiares. Mas há que não se deixar enganar por estas palavras, pois não se trata de um livro "parado", já que num curto espaço de tempo, de cerca de três dias, muita coisa acontece e são diversas as situações que nos permitem conhecer melhor cada uma das personagens peculiares. Neste livro, e à semelhança do que acontece no primeiro, está presente mais uma série de fotos bizarras que de certa forma, suponho eu, acabaram por inspirar o autor aquando da construção de algumas personagens ou descrição de acontecimentos inseridas no contexto da acção ou desenvolvimento do livro. Estas fotos e a aparência gráfica do livro fazem com que o próprio livro seja também ele peculiar.


O final deste 2º livro acaba por saber a pouco, pois acontece justamente quando nos preparavamos para as coisas "sérias" e agora há que aguardar pelo 3º livro. Devido ao facto de já ter lido os dois primeiros, irei quase de certeza ler também esse 3º, sendo ele para adolescentes ou não. Mal não faz! 


Afinal de contas não nos faz mal de vez em quando regressar aos tempos da adolescência, nem que seja em memórias, e em particular nos livros que são dados a isso...a invocar esse tempo que já passou e que foi vivido de uma forma talvez diferente daquela que se idealizava (mesmo não sendo peculiares no sentido de peculiaridade que encontramos aqui nos livros da senhora Peregrine).

Já agora aproveito para aqui deixar o trailer do filme baseado neste(s) livro(s), que, embora à primeira vista pareça ser ligeiramente/bastante diferente do que encontramos no livro, a essência deve ser a mesma e valerá a pena, com cetreza, espreitar!



Comentários

  1. Vamos ver o que nos reserva o 3º e último livro. Poderia ser pior.

    O filme poderá ser bom mas não é bem o que estava à espera.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

16.16 - Portugal - Campeão Europeu 2016

16.14 - "Adoro" quando ... e as orelhas de elefante

16.8 - John Verdon - Peter Pan tem que morrer ... ou não