Kinder Surpresa


Não venho aqui dar primazia aos aspectos mais consumistas desta quadra que culmina neste Domingo de Páscoa, pois sei que para algumas pessoas os motivos de celebração são verdadeiramente diferentes, ou não estivéssemos a falar da ressurreição do Senhor. Uma época e oportunidade para parar um pouco, reflectir e fazer renascer a luz [para quem preferir ... a alma] que têm dentro de si e usá-la como guia para o caminho que têm pela frente e aprender que por vezes é necessário fazer determinados sacrifícios em prol de um bem maior, de algo relacionado não só consigo próprio mas também com aqueles que, ao fim ao cabo, também são parte de si porque são elementos que nos compõem, que nos completam.
Voltando à primeira frase deste post, não vou mentir e dizer que não gosto de algumas amêndoas e ovos de chocolate, que não como em demasia, mas esta Páscoa recebi de oferta um grandioso ovo Kinder [não pretendo fazer publicidade] e obviamente que o que este ovo tem de espacial é que tem uma surpresa no seu interior e eu gosto de surpresas, de surpresas agradáveis diga-se passagem! Pois já quando se trata de surpresas que possam ter a ver com algo mau, posso dizer que o sentimento é exactamente o oposto, pois aí já se trata de uma ansiedade desgastante, que dispenso e não recomendo a ninguém. Vou ter de esperar mais um pouco até saber o que a sorte me reserva.

Comentários

  1. Adorei :)

    uma Santa Páscoa na certeza de que precisamos de ressuscitar na alegria, na esperança e no amor, todos os dias.

    ResponderEliminar
  2. Eu não reflecti nada na Páscoa, aliás acho que cada vez faço menos esse tipo de exercício, e sem kinder, eu queria ter um prémio, não físico, mas daqueles que nos alimentam a alma da forma que nos satisfaz.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

16.16 - Portugal - Campeão Europeu 2016

16.14 - "Adoro" quando ... e as orelhas de elefante

16.8 - John Verdon - Peter Pan tem que morrer ... ou não