Os Interessantes - Meg Wolitzer

Uma das coisas que me faz saber que gostei de um livro é a vontade que sinto de o querer partilhar com quem me seja próximo (e não só) e a quem eu ache que  livro em causa também possa agradar. "Os Interessantes" de Meg Wolitzer é sem dúvida um desses livros. Li-o porque ele desde logo me despertou a atenção ( incluindo a sua capa) e o facto de também ter sido recomendado por algumas pessoas que o leram e cujas opiniões são fiáveis.



Posso deixar aqui a sinopse do livro, mas creio que dizer que o facto de nos sentirmos como um elemento invisível que acompanha os vários momentos da vida daqueles amigos cuja história é relatada neste livro, é bem mais interessante. É exactamente isso que o livro tem a capacidade de fazer...consegue levar-nos para junto daquele grupo de amigos como se fossemos também parte do grupo e quiséssemos partilhar com eles as nossas vivências sem que para isso tenhamos de ter tudo em comum com eles, já que eles próprios têm as suas próprias personalidades e feitios e é isso que também os torna interessantes.
Não raras as vezes penso em mim em termos quantificáveis de interesse que a minha pessoa poderá comportar e em igual proporção tenho dificuldade em chegar a um resultado satisfatório, mas por outro lado, posso também concluir que cada um de nós acaba por ser interessante à sua maneira e que só quem realmente se importa connosco é que nos pode guardar nessa categoria.

Ficção ou não, é realmente de salutar aquelas pessoas que, à semelhança do que acontece no livro, têm a capacidade, a possibilidade e coragem de conseguir manter viva a chama de uma amizade ao longo de toda uma vida, pois essa (a amizade) é uma das maiores riquezas que se pode ter, uma amizade verdadeira, e creio que não são muitos os que, infelizmente, conseguem beneficiar disso. É correcto dizer que a amizade que recebemos está relacionada com a amizade que oferecemos e nos dias de hoje, ter um amigo que seja digno desse atributo "AMIGO", é um feito considerável.

E falando do livro propriamente dito e da sua escrita, posso simplesmente dizer que em momento algum me senti aborrecido ou que estivesse a achar a(s) história(s) desinteressante(s). Uma escrita perspicaz e com uma grande capacidade de observação são certamente factores que contribuem para isso.

Comentários

  1. :-) Como sabes eu gostei MUITO do livro, espero que encontre mais desses pelo caminho da leitura!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, é sempre bom quando nos deparamos com livros que são assim...especiais.

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

16.16 - Portugal - Campeão Europeu 2016

16.14 - "Adoro" quando ... e as orelhas de elefante

17.1 - Ilusões