Maldito Karma



Maldito Karma é o título de um dos livros de David Safier, autor esse que desconhecia até ter lido este livro. Não é que um livro seja suficiente para se conhecer um autor, mas pelo menos já nos dá uma ideia acerca do que se pode esperar ou de como é a escrita do mesmo. 
E se no início da leitura de Maldito Karma eu estava meio reticente quanto a este livro (não que isso se devesse a más opiniões acerca do mesmo, pois geralmente é um livro que agrada a maioria dos seus leitores), a certa altura dei por mim e já se tinha tornado um livro que tinha de ser lido de uma ponta à outra, sobretudo devido à sua vertente cómica entrelaçada numa escrita eficaz e perspicaz. É obviamente um livro que, devido à sua faceta de ficção, tem de ser lido com "uma mente aberta" e não gradeada a ferros pela realidade, pois só assim se irá conseguir tirar partido do seu prazer de leitura. No meio da comédia e da ficção/fantasia (aqui apresentada sob a possibilidade de se encarnar/ressuscitar no corpo de outro ser vivo e por diversas vezes, sendo na sua maioria animais e alguns deles quase insignificantes conforme a perspectiva) são apresentados temas ou situações que nos fazem pensar na vida, na condição humana e nas nossas acções e atitudes para connosco e para com os outros.

Alinhamos também na história porque nós, ou a maior parte de nós, já pensou certamente como seria se houvesse a possibilidade de nos transformarmos em seres minúsculos, podendo estar presentes em certas situações/ocasiões sem que a nossa presença fosse perceptível aos outros. Obviamente seria mais vantajoso se pudéssemos fazer uso de todas as nossas faculdades enquanto seres humanos, pois isso de ser minúsculo e ter apenas as características de um insecto ou de outro animal minúsculo, indefeso e frágil, é um desafio mais complicado e possivelmente inglorioso. Não é que enquanto seres humanos não possamos sentir a nossa fragilidade e encontrar os nossos próprios problemas, quer estes sejam justificados ou não, mas afinal quais são as hipóteses de sobrevivência de uma formiga num mundo agreste?!

Comentários

  1. Quando li o livro uma das coisas que tive pena foi achar que a passagem de "insecto" para "animal" foi muito rápida. Queria ler mais sobre a formiga lol.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso também estava a contar que houvesse mais coisas relacionadas com os obstáculos que a formiga poderia ter que enfrentar para conseguir interagir com os humanos e de que forma ela iria dar a conhecer a sua existência e verdadeira personalidade.

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

16.16 - Portugal - Campeão Europeu 2016

16.14 - "Adoro" quando ... e as orelhas de elefante

17.1 - Ilusões