Pesadelos sonhados ou vividos


Há dias que se transformam em noites e trazem consigo sonhos em forma de pesadelos, dos quais tentamos escapar. Tentamos escapar ao sufoco dos trágicos acontecimentos que ganham vida nos pesadelos. Esse escape seria obviamente acordar! Acordar e sentir o alívio imediato de saber que a realidade afinal não é a mesma daquele lugar ou instante que nos agoniza. Acordamos e podemos respirar fundo, inspiramos satisfação e reconfortamo-nos para adormecer novamente.
Mas... e se a situação for outra?! Outra, em que não estamos a dormir e nem tão pouco a sonhar, mas mesmo assim estamos a enfrentar um pesadelo equivalente ou pior do que aqueles que nos fazer ansiar pela hora de acordar, nos fazem ansiar por sentir a leveza de saber que afinal está tudo bem e que o mal era somente algo fictício!
Ainda estou a tentar descobrir e ao longo do dia anseio pela noite para poder cair no sono, cair no inconsciente e afastar-me da realidade que consegue ser bem assustadora do que os pesadelos sonhados e não vividos.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

16.16 - Portugal - Campeão Europeu 2016

16.8 - John Verdon - Peter Pan tem que morrer ... ou não

16.14 - "Adoro" quando ... e as orelhas de elefante