Improviso 1

Encontro-me mais uma vez sob um estado de espírito indefinido, não é quente, não é frio e também não é morno, é como um bloqueio a tudo o que me rodeia e por mais que tente não arranjo maneira de abrir a porta e fico preso pelas paredes. Qualquer ideia que surja na tentativa de me libertar desse estado de embriaguez de aborrecimento, parece ser automaticamente descartada e volta tudo ao mesmo. Não sei até que ponto essas palavras podem ajudar porque ao mesmo tempo parece que fortalecem as paredes e quando somos incoscientemente prisioneiros de nós próprios, tudo parece confuso. Não é que a nossa realidade seja fácil de decifrar, tudo depende da abordagem que cada um de nós faz dessa mesma realidade, tomando a liberdade de chamar essa abordagem de "sua realidade", quando na verdade, é apenas a sua perspectiva da realidade de todos nós, fica de fora aquilo que queremos ignorar e só conta aquilo que nos interessa, ou não fossemos todos humanos.

Já que o aborrecimento está a fugir para o lado da irritação aproveito para deixar aqui a minha incompreensão acerca de um dos temas do dia....As vacas dos Açores a pastarem em Lisboa. Numa altura em que só se fala da porcaria da crise há quem pague fortunas para terem meia-dúzia de vacas a pastarem numas das praças da capital, como se aquilo representasse o que é verdadeiramente os Açores! O pior é que depois ainda se descobre que as vacas nem eram dos Açores. Enfim, há quem tenha ideias tristes acerca de como promover o turismo dos Açores e ainda há quem as aprove e em vez de usarem o dinheiro para ajudar quem realmente precisa usam para esses fins. Não estou a ver quando é que vão recuperar os 180.000 euros gastos na licença de pasto das vacas naquela praça se formos a ver quais vão ser os turistas que vão aos Açores devido àquela "excelente" ideia. Uma coisa é certa...que deu que falar lá isso deu. Ser calhar era mesmo isso que queriam, que falem mal, mas falem...afinal de contas essa é uma das estratégias de muita gente.

Comentários

  1. Olá.
    Sabes que isso passa...( o estado de espírito)
    Amanhã é outro dia e o tempo é nosso amigo.
    Mesmo com estado de espirito, nem cá nem lá, ainda tens a clareza para ver o que nos querem fazer.
    "com umas vaquinhas" a malta não pensa no xurrilho de asneiras que este país se tornou. É uma asneira pegada.Para onde quer que nos viremos. Mas... Há sempre umas vaquinhas a fazer o "efeito biombo" para nos fazerem de estupidos.
    Beijinho

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

16.16 - Portugal - Campeão Europeu 2016

16.14 - "Adoro" quando ... e as orelhas de elefante

16.8 - John Verdon - Peter Pan tem que morrer ... ou não