Fit in

Se há músicas que têm uma letra simples e pequena, mas que no fundo querem dizer muita coisa, querem simplesmente dizer tudo, esta que hoje deixo aqui, é sem dúvida uma dessas músicas! Com ela posso pensar em mil e uma coisas ou posso simplesmente ouvi-la e não pensar em nada e não fazer mais do que ouvi-la. Felizmente existe a partilha e essa música é resultado disso mesmo, de uma partilha, e porque assim é só podemos estar agradecidos.

Quantas vezes chegamos ao fim do dia sobrecarregados com um peso invisível composto pelas mais diversas coisas?!

O peso de um dia de trabalho, o peso de uma conversa, o peso de uma reprovação, o peso de uma queda, o peso da sociedade, o peso de um olhar, o peso do não saber, o peso do falar, o peso do calar, o peso de uma lágrima, o peso de um gesto, o peso de um sentimento, o peso da vida, o peso do mundo!

Olhamos para o lado e vemos uma pena que se deixa levar, envolta em toda a sua subtileza, que se deixa levar por ser leve, por ser livre e ao mesmo tempo estar presa ao sabor do vento, mas que mesmo assim não deixa de ir ao encontro do mundo. Então dizemos-lhe, espera por mim, espera por nós!

Windmill - "Fit"

Please pull your weight
and wait for me
Wait for me to...

Fit in, Fit in im running out of ideas
You screwed me over now
I'm screwing me back in
Fit in, Fit in im running out of ideas
You screwed me over now
I'm screwing me back in
But i don't fit.

Comentários

  1. Sabes o que tem piada? Eu no tal texto que afinal não vou pôr no blog falava também do peso, referenciava o que o filme "21 gramas" perguntavam qual o peso da alma e eu queria era saber o peso da dor. Mas como o teu texto diz "Quantas vezes chegamos ao fim do dia sobrecarregados com um peso invisível composto pelas mais diversas coisas?!" o peso é tão leve como de pesado...

    *Hugs n' smiles*
    Carlos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

16.16 - Portugal - Campeão Europeu 2016

16.14 - "Adoro" quando ... e as orelhas de elefante

16.8 - John Verdon - Peter Pan tem que morrer ... ou não