Para a frente ou para trás

Estamos a chegar aos últimos dias do calendário de 2007 e em breve poderemos dar uso a um novo calendário que, e como sempre, esperamos que nos traga coisas boas (não o calendário, mas os dias que lá estão assinalados). Não vou estar a dizer se foi um ano positivo ou negativo, pois um ano não é o mesmo que um mês e muito menos que uma semana, é um longo caminho que se percorreu e que não termina nas folhas de um calendário, é sim um enorme conjunto de acontecimentos, uns com mais destaque do que outros é certo, mas de certa forma todos importantes para marcar o dia de hoje e para servir de ponto de partida para o dia de amanhã. Todos importantes para definir quem sou hoje e para me ajudarem a definir quem está ao meu redor, embora esta seja uma tarefa nunca concluída porque é um trabalho sempre em desenvolvimento.
A verdade é que a maioria de nós não se importaria nada de poder reviver determinados acontecimentos desde 2007, quer estes fossem bons, quer estes fossem maus. Era a oportunidade de mudar o que foi mau e transformar isso em algo bom. Mas como isso não vai acontecer a única coisa a fazer é tentar aprender com os erros cometidos e para a próxima tentar fazer as coisas de forma a que o resultado seja algo positivo.


Se para uns a passagem do ano deve ser comemorada da melhor forma possível, até por vezes de forma excêntrica, para outros, e digo isso porque por vezes também penso assim, era bem melhor que se fizesse essa passagem de forma invisível, sem dar por ela e fazer dela apenas mais uma noite em que nos deitamos para acordar no dia seguinte e enfrentar mais um dia do ano. Até porque não é uma festa ou uns breves minutos de fogo de artificio que vão deixar os problemas para trás e fazer os dias do ano seguinte serem uma manta colorida.

Neste momento não tenho ainda grandes resoluções para 2008, ou se tenho, neste momento elas não estão no pensamento...estão algures a boiar....quem sabe em champanhe.

Bem, talvez só volte aqui ao blogue no próximo ano e por isso deixo aqui uma das últimas músicas que descobri em 2007 e que se chama "Sad Eyes", dos Bat for Lashes. A todos aqueles que foram visitando o meu blog e em especial para quem o visita com frequência e vai deixando os seus comentários, desejo que 2008 seja um ano excelente (a definição de "excelente" fica ao critério de cada um)!




I don't like the things you don't say
Leaving it for such a long long time
Why do you show me those sad sad eyes
Each time you decide to pass on by

And when you smile those sad eyes
Look sadder and sadder still

Autumns you know sad eyes
Makes me laugh and love them more
I'll have a bath or make the dinner and then I'll go wait for a long long time
But still you've not passed my door

And when you smile those sad eyes
Look sadder and sadder still

I can tell that you're lonely
But it seems now
There's nothing you want me to do
So I won't try to take the sadness from those eyes that I love
Leave it open for someone else to

And when you smile those sad eyes
Look sadder and sadder still

Trying to hold it together
Keep my love as light as a feather
Sad eyes baby it's been such a long time
Keep my heart breaking in the dark
Come and spend the night

Trying to hold it together
Keep my love as light as a feather
Sad eyes baby it's been such a long time
Keep my heart breaking in the dark
Come and spend the night

Comentários

Mensagens populares deste blogue

16.16 - Portugal - Campeão Europeu 2016

16.8 - John Verdon - Peter Pan tem que morrer ... ou não

16.14 - "Adoro" quando ... e as orelhas de elefante