Por vezes

Por vezes estamos a vaguear e encontramos coisas que nos impressionam, que nos fazem pensar e nos deliciam o olhar e o pensamento. Por vezes encontramos esses momentos que sabemos que temos que guardar. Esses momentos cheio de tanto.

Hoje deixo aqui um poema de David Mourão-Ferreira. Para quem não conhece tenho o prazer de o partilhar e para quem conhece...de o deixar aqui para relerem.

E por vezes as noites duram meses
E por vezes os meses oceanos
E por vezes os braços que apertamos
nunca mais são os mesmos E por vezes

encontramos de nós em poucos meses
o que a noite nos fez em muitos anos
E por vezes fingimos que lembramos
E por vezes lembramos que por vezes

ao tomarmos o gosto aos oceanos
só o sarro das noites não dos meses
lá no fundo dos copos encontramos

E por vezes sorrimos ou choramos
E por vezes por vezes ah por vezes
num segundo se envolam tantos anos.

David Mourão-Ferreira Matura Idade 1973

Comentários

  1. Não conhecia nenhum poema do David Mourão-Ferreira mas o que tens aqui além de ter um "ritmo" muito distinto, tem algo que me diz muito, fala de oceanos, fala do tempo que passa acabando por se tornar em anos e fala que por vezes sorrimos, noutras choramos...

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

16.16 - Portugal - Campeão Europeu 2016

16.14 - "Adoro" quando ... e as orelhas de elefante

17.1 - Ilusões