Rua Pretandant, 5

Na rua Pretandant vive o Sr. Makebelieve, que é dono do espaço comercial que fica no rés-do-chão do edifício nº5, um edificio alto e pintado de laranja e azul (criando um contraste tal e qual àquele que as pessoas podem sentir ao chegarem à porta da loja) que por acaso é também o canto no mundo onde ele mesmo habita. Pode-se dizer que nos dias de hoje é das lojas com mais afluência, sobretudo se tivermos em conta que está localizada naquela vila onde só existe aquela enorme rua que nem sequer tem saída, uma vez que no final da rua a única opção é contornar a pequena rotunda que lá existe e que obriga a quem a ela recorre ter que voltar ao sítio de onde veio antes de entrar na rua Pretendant.
A loja do Sr. Makebelieve tem uma montra enorme e não passa despercebida a quem vagueia naquela rua. Podem ler-se nos letreiros frases como: "Precisa de um dia diferente?", "Tem sonhos por realizar?", "Quer ser quem nunca foi?","Quer alterar o futuro?", etc. À primeira vista pode parecer algo relacionado com videntes, mediuns e feitiçarias, mas não é, acho que não, pois a verdade é que eu também não sei como funcionam as coisas depois de passar pela porta daquela loja. Segundo dizem, naquela loja é possível adquirirmos uma nova vida, uma nova personalidade, mas nada de poderes sobre-humanos, pois segundo diz o Sr. Makebelieve, esse tipo de poderes se calhar só causa "estragos" em vez de melhorar o que não está bem! Contudo essas alterações, essas novas características só duram um
dia. Ao passar 24 horas após sair-se da loja, as novas características adquiridas simplesmesnte começam a desaparecer (já parece os filmes encantados tipo Disney) e cabe a cada um ser responsável pelos efeitos secundários, positivos ou negativos, que aquela mudança de um dia é capaz de causar. Há que mencionar isto porque quem souber aproveitar as suas novas características (a sua nova personalidade ou o melhoramento da sua própria personalidade) conseguirá fazer com que dali para a frente certos aspectos da sua vida sejam alterados e é como se tivesse aproveitado para corrigir certos erros do passado para definir um novo rumo, um futuro diferente daquele que estava previsto. Certamente também haverá pessoas que em vez de conseguirem melhorar só conseguem pioraram as coisas ao tentar "brincar" com o passado e o presente. E se imaginarmos que a vida segue e frente como uma "bola de neve", que não pára de rolar, já dá para ter uma ideia daquilo que está à espera dessa pessoa ou aquilo que essa pessoa espera. Devido a esses motivos convém dar uso ao banco de madeira que está no passeio em frente à loja, aproveitar para reflectir um pouco acerca das suas escolhas a fazer e tentar não tomar decisões precepitadas acerca das escolhas a fazer.


Será que há pessoas que conseguem resistir à tentação de entrar naquela loja?! Não sei! Acho que a condição humana que impinge a insatisfação em todos nós é responsável por esta dúvida. Afinal de contas sabemos que não há perfeição e se assim for todos nós iremos querer entrar na loja e a outra questão que se coloca é se iriamos conseguir aperfeiçoar alguma coisa ou piorar a situação. Claro que o nosse desejo é sempre tentar melhorar as coisas, mas por vezes ao melhorarmos uma coisa estamos a piorar outra, mesmo que o façamos muitas vezes de forma involuntaria.

Há coisas que estão muito mais além do que o entrar numa loja com um guarda-chuva e sair com uma guarda-sol, coisas que nos ultrapassam e que muitas vezes não conseguimos controlar, assim como a vontade de acreditar ou não que aquela loja possa existir ou que faça realmente alguma diferença ir lá ou não. Mas Heráclito dizia: " Os homens acordados só têm um mundo, mas cada homem adormecido tem o seu mundo"; E se essa loja existir nesse mundo de cada um de nós?! Aí já não é tão difícil acreditar que ela existe mesmo, ou que existe numa rua diferente, ou que existe mas somos nós o próprio dono da loja. E porquê? Porque também somos capazes de dar novas caracteristicas às pessoas, somos capazes de lhes fazer mudar (nem sempre é fácil, mas se conseguimos somos galardoados por nós próprios), assim como elas são capazes de nos mudar também. Se há a desvantagem de poder ser uma mudança lenta e difícil, há a vantagem de também a sua duração ser longa e não apenas de 24 horas como a loja da Rua Pretandant.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

16.16 - Portugal - Campeão Europeu 2016

16.14 - "Adoro" quando ... e as orelhas de elefante

16.8 - John Verdon - Peter Pan tem que morrer ... ou não