Novamente no Corredor

Sim, porque por mais longe que se esteja desse corredor, na verdade, nunca nos conseguimos afastar definitivamente e desligar completamente desse corredor. Estamos tão ligados a ele como estávamos ligados ao nosso cordão umbilical quando tudo começou. Mesmo que tenhamos entrado numa das suas portas, estamos sempre nele.
Ultimamente a atmosfera que envolve os espaços vazios desse corredor tem estado monótona e confusa, mas isso também tem a ver com a debilidade física que me veio visitar nesses últimos dias, em que não apetece estar no corredor mas sim entrar numa das suas portas e permanecer ali imóvel.




Através das janelas existentes por vezes podemos ver que existem outros corredores que assumem posições paralelas, perpendiculares ou oblíquas relativamente ao nosso corredor. Desde há algum tempo que um corredor acompanha o meu paralelamente e se olharmos um pouco mais à frente consegue-se ver ambos a convergirem e a tornarem-se num só corredor como se fossem duas faixas de uma longa estrada sem as linhas separadoras que se acompanham lado a lado até só se conseguir ver um só ponto lá no limite do nosso campo de visão.

É possível que esse novo corredor seja mais largo uma vez que é a junção de dois corredores e também é possível que o número de portas existentes duplique ou triplique. Em contrapartida há a possibilidade, mas não a obrigatoriedade, de algumas que antes existiam se fecharem e ficarem fechadas; posso é ficar com a chave; após essa convergência.

Comentários

  1. Para que servem os corredores?
    Os que temos nas nossas casas servem de passagem e os corredores da vida? Também?

    Pode-se cometer essa falácia sem corrermos o risco de sermos nós também um corredor para alguém pôr os olhos em cima e passar sem perder tempo?

    Os corredores da vida são caminhos misteriosos e só quando já não temos um deles presente na nossa vida é que caímos das escadas da sabedoria e olhamos com espanto porque existi sempre a convergência do que está fechado para o que está aberto…temos é que ter a nossa mente apta e disponível para esse acto de convergir sem degenerar as pequenas falhas que temos, sim os defeitos!

    ResponderEliminar
  2. passamos por muitos corredores durante a vida, por vezes nao sao os mais corretos, mas passados e experienciamos algo diferente.
    o blog esta muito fixe

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

16.16 - Portugal - Campeão Europeu 2016

16.14 - "Adoro" quando ... e as orelhas de elefante

16.8 - John Verdon - Peter Pan tem que morrer ... ou não