A Esfera

Encontro-me parado a passear pelo tempo que não espera e foge. Ando para trás e para a frente ao longo de todo esse tempo. Esse tempo que pode ser marcado por reminiscências ou por possíveis recordações que ainda não sabem se vão existir ou não.


Posso não ter controle sobre esse tempo, mas posso controlar, quando consigo e me é possível, o que vai fazer esse tempo ficar guardado e ser meu, e também pode ficar guardado e ser meu e de mais alguém, e pode ficar guardado e ser meu e de muita gente ao mesmo tempo, e se assim for, serão pedaços de vidas que naquele momento, naquele instante, se culminarão e se transformarão... talvez numa esfera.

Mais tarde poderei pegar nessa esfera olhar para ela com cuidado, com atenção, analisar toda a sua forma, todo o seu conteúdo. Também poderei dividi-la em várias partes. Essas partes, que serão minhas ou minhas e de várias pessoas, são aquilo que me irão fazer preencher mais um pouco, ou talvez mais do que um pouco, desse tempo que continua a seguir em frente e nesse momento até é possível que o consiga fazer parar, nem que seja só um pouco.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

16.16 - Portugal - Campeão Europeu 2016

16.14 - "Adoro" quando ... e as orelhas de elefante

16.8 - John Verdon - Peter Pan tem que morrer ... ou não